Amizade

Nem são tantas as confidências

Querida(o),

estou com saudades de você! É verdade que nunca mantivemos uma relação de confidentes, nada de muita intimidade e de muitos segredos, mas sempre é bom estar e conversar consigo.
Você é uma boa companhia; uma pessoa que eu qualifico como extremamente inteligente porque, mesmo quando não encontra de imediato a resposta para certo problema, consegue manter inabalável o famoso "sense of humour". Nem são tantas as confissões pessoais, nem são tantas aquelas confissões "supostamente" capazes de aproximar pessoas o que, verdadeiramente, nos une. O que nos une é um sentimento de confiança que transcende as confissões...
O que nos une é o sentimento de bem estar recíproco que advém da certeza de saber-se entendido e de estar sempre pronto a entender o(a) outro(a).

Fique sempre feliz!

Abraço e saudades,
(assinatura)