Saudade

A distância é cruel...

Meu amor,

eu gostaria muito que alguém pudesse me explicar porque o destino é tão cruel para conosco, porque é que temos de ficar tanto tempo afastados se o que mais gostamos, se o que mais nos conforta é a presença do outro...
Gostaria de ter essa explicação, embora ela não fosse suficiente para aliviar a dor da sua ausência, para matar a saudade que insiste em habitar o meu peito e em fazer triste o meu olhar e o meu coração.
Na verdade, o que eu quero mesmo não é explicação alguma. O que eu quero é estar com você em breve, muito breve, para poder dizer-lhe pessoalmente o quanto você é importante para mim, o quanto eu sou feliz quando você está ao meu lado, e o quanto eu me entristeço quando me vejo longe de você.
A distância é cruel porque, além da saudade, me deixa sem saber se você está bem, com a saúde boa e o espírito em paz. Também tenho curiosidade em saber se você lembra de mim da mesma forma com que eu me lembro de você, a cada segundo, a cada minuto que passa (e como demoram para passar estes minutos em que você permanece tão longe!). Quero e preciso rever você, quero estar contigo e fazer com que você perceba, profundamente, que o meu carinho vai além destas palavras que lhe escrevo agora. Quero que você toque as minhas mãos e o meu rosto, e perceba no calor do meu corpo o amor mais profundo que alguém pode sentir.

Um beijo da(o),
(assinatura)