Para Profissões

Declaração ao engenheiro mecânico

Querido (nome),

Sabe que até você aparecer eu vinha levando a vida como se eu fosse uma máquina? Acordar, escovar os dentes, tomar banho, trabalhar, tudo acontecendo numa rotina que nem chegava a ser estressante, pois os meus movimentos já eram mais do que automáticos.
De repente, você surgiu, modificou completamente a minha forma de ver o mundo e compreender suas engrenagens. Na verdade, me trouxe uma nova força motora, modificou meus parâmetros de equilíbrio e movimento, me trouxe muitos "Newtons" a mais (calma, não estou falando do vizinho!), me fez perceber que a mecânica da vida não se resume a uma repetição de gestos, mas implica em uma energia capaz de comunicar movimento ou pôr em ação um agente natural. Acho que este tal agente era o meu coração, que andava um tanto emperrado!
Assim, sem mais nem menos, comecei a entender que se o mundo é uma grande engrenagem, nossa vida particular também pode funcionar tal e qual uma "engrenagenzinha", onde nós sejamos duas peças que se relacionam e são reciprocamente dependentes. O que você acha da idéia?
Aliás, estou com um problema sério e talvez você possa me ajudar: estou mudando de apartamento e faltam-me ferramentas para ajustar alguns detalhes. Será que você pode me emprestar a sua furadeira e um parafuso grande para eu pendurar um quadro?

Beijos da
(assinatura)