Para Profissões

Declaração à enfermeira

(nome),

Deus me perdoe, mas que dá uma vontade de cair doente só para ficar sob os seus cuidados, isso dá. Sabe, desde pequeno eu sinto uma atração muito grande por você, desde que eu lhe vi pela primeira vez (naquela foto em preto e branco) com o indicador defronte os lábios a pedir silêncio no hospital. Não vai me dizer que não era você!
É acho que não era mesmo, afinal esta é a minha primeira lembrança de uma enfermeira e, se não me falha a memória, eu ainda estava no berçário! Visto que você parece ser mais jovem do que eu, devo mesmo estar enganado... Na verdade, puxando pela memória e pensando bem, você é muito mais bonita do que ela.
Agora, quando vejo você de branco dos pés à cabeça, me vêm à cabeça duas imagens muito sugestivas: uma é a de um anjo-da-guarda, sempre atento e presente para evitar qualquer tipo de dor, evitar o sofrimento e curar as feridas, especialmente as do meu coração, impiedosamente atingido pelas flechas de Cupido, desde que eu avistei-lhe pela primeira vez. A segunda é mais sugestiva ainda, e é provocada especialmente por este chapeuzinho lindo, semelhante a uma tiara, que ajuda a prender e esconder os seus cabelos. Vejo você igual a uma noiva, entrando radiosa pelo corredor florido da igreja, enquanto eu espero por você, nervoso, trêmulo e engravatado no altar.
Será que eu tô com febre alta? delirando?
Acho que não. Em todo caso, meu amor, chama a ambulância!

Um beijo do teu,
(assinatura)