Dia dos Pais

Homenagem ao meu pai

Neste segundo domingo de agosto, data instituida pelo comércio para comemorar o Dia dos Pais e incrementar suas vendas, eu estou esquecendo os presentes, que filhos descuidados lembram-se na última hora de comprar para o seu pai.
Comigo meu pai, a coisa é diferente, passo muito tempo pensando em você. Na minha cabeça estão guardadas as coisas mais legais sobre sua figura, pois estou sempre me lembrando dos momentos de felicidade que, com seu despreendimento, sempre me proporcionou.
Nunca faltou carinho, nunca faltou amizade, tampouco houve, por menor que fosse, alguma negligência em minha formação. Você sempre foi dez. Quando criança tive sua atenção total, era como se fosse alguém da minha idade, um coleguinha nas brincadeiras.
Na adolescência, além de amigo sempre se comportou como verdadeiro vigilante, porém nesse quesito foi muito compreensivo, nunca atravessou os limites que eu, em minha cabeça, achava ser razoável.
Enfim, você foi para mim o pai exemplar, que só deixou boas lembranças sem nenhum deslize. Fez a minha cabeça, me deixando bem legal, na minha para enfrentar as barras pesadas do mundo moderno.
Quem me dera poder seguir seu exemploe criar os filhos que um dia certamente eu terei, seguindo a mesma linha reta sem retoques, infinitamente bem estruturada, pois recebi de você os melhores ensinamentos.
No Dia dos Pais, posso até não comprar nenhum presente, mas terei o maior prazer em proporcionar-lhe um dia muito feliz.

(assinatura).