Estações - Inverno

Chegada do outono

Querido (nome)

Com o fim do verão chegando, sentimos na pele a frescura das brisas do outono. Todas as manhãs, ao abrirmos as janelas de nossa casa sentimos os ventos do outono e o prenúncio da nova estação.
O verão este ano foi muito quente, e quase todo o mundo espera ansioso o fim desse calorão que já está passando. É nas mudanças das estações que sentimos o efeito do tempo em nosso corpo. Cada ano que passa a gente fica mais mais velho e mais ajuizado.
Como diz o povo simples da zona rural. A vida continua sempre igual e os efeitos do tempo, são para gente o mesmo que o período de maturação das frutas, nosso corpo vai enrijecendo e não percebemos a beleza dos ciclos de mutação do planeta.
Faz tempo que não nos vemos. As mudanças, que às vezes parecem poucas, na realidade, são muitas. A paisagem é a mesma, só fica diferente com a variação das estações do ano. O que causa espanto é o envelhecimento das pessoas. A gente nasce, cresce, amadurece e quando vê está velho.
Como as plantas, a história das pessoas repete-se com admirável tédio. Nascer, crescer, amadurecer e colher. É um ciclo sem pressa sujeito à perversidade da natureza. Te escrevi porque estava com saudade pelo tempo que não te vejo.

Um forte abraço do seu
(amigo, irmão, filho, ou etc. assinatura)