Reconciliação

Errei, eu reconheço

(nome) minha querida.

Esta carta serve para eu me retratar de todas as burradas cometidas durante nosso relacionamento. Eu devo ter sido muito estúpido para cometer tantos desatinos e fazer tantas besteiras. Apesar de tudo, quero que saiba que amo muito, a ti e a nossa filha, e percebi que não há como viver sem vocês.
Nossas brigas eram realmente uma coisa muito triste, toda vez que você nervosa, punha-se a arrumar minhas malas, exigindo que eu partisse de sua vida, eu confiante no nosso amor não levava a coisa a sério. Mas da última vez vi que você estava mesmo disposta a acabar com aquela triste palhaçada.
Naquele dia, quando cheguei tarde, depois de ficar zoando com amigos e colegas, constatei que a casa estava vazia. Pois é, você havia retirado tudo, mas tudo mesmo.
Todos os móveis, até o berço de nossa filha. O vazio que senti, não foi apenas o da casa, meu coração também estava oco. Por isso estou aqui para lhe dizer que te amo e não posso viver sem ti.
Hoje, acredito que nós dois devíamos pensar melhor, pois você sabe, embora eu seja um cara trapalhão, te amo demais. Vamos esquecer tudo o que passou e recomeçar a vida. Estou lhe propondo rever tudo que eu fazia, causando tanta tristeza a você, e muita insegurança para o futuro de nossa linda filhinha.
Quero que repense o ato de acabar definitivamente nosso relacionamento, e aceite recomeçar nossas vidas com muito mais amor.

Te amo, beijinhos em você e na nossa filha.
(assinatura)