Amor com Humor

Carta estilo "Çeu Creysson" (para ele)

Meu qerido,

como é gostiozo ter osse ao meu ladio, como é bom me aninhar no çeu peitio e çentir as çuas maums amorozias fasendio festinha nos meus cabelios!
Tialvez osse çeja um pouco distraído e naum perceba o quantio di terniura eu çintio em osse. Tialvez osse çeja um pouco distraído e naum perceba o quantio me faz bem e o quantio é importiantie paria tiorniar a minha vidia açim tiaum feliz.
Osse çurgiu paria mim di umia formia inesperiadia, como umia estrelia cadientie qe pouziaçe aos meus pés cum um leqe imenso di çoliussão paria todios os meus dezejos.
Em osse eu çintio todia a terniura do mundio: a terniura di qem é çeguro o çuficientie paria amar çem medio; a terniura di qem é capaz di entiragar o qe tiem di melior paria o outro; a terniura di qem&abe faser o outro feliz e çer capaz di çentir-se feliz cum iço.

Um beijo grandi da çua,
(açiniatiura)